Quem Somos

Conheça um pouco da nossa história

O Ministério Kaleo

O Ministério Kaleo foi organizado em 12 de março de 2005 pelo Pastor Valmir Pereira de Oliveira, em Brasília, mas seu primeiro culto ocorreu em 30/11/2003. O Estatuto do MK foi aprovado em 02 de agosto e seu Cadastro de Pessoa Jurídica (CNPJ) em 29 de setembro do mesmo ano. Sediado em Águas Claras (DF), o Kaleo é uma organização genuinamente evangélica e sem fins lucrativos.

Sua estrutura doutrinária e teológica é a exposta nos princípios da Reforma Protestante do Século XVI. Mas entende as Sagradas Escrituras como suprema e infalível, e a subordinação e falhas do homem. Em sua essência está a adoração a Deus em espírito e em verdade. E tem a Bíblia Sagrada como única regra eficaz de fé e de prática.

A prática comportamental adotada é a de culto livre, observando sempre a ordem e a decência. Sua descrição espiritual é pentecostal, por acreditar na contemporaneidade e manifestação dos dons. Para o MK, esses podem entrar em evidência na vida do crente em qualquer hora e lugar. E consideram como indispensável a maturidade espiritual para o exercício dos dons.

Por meio de pequenos grupos, que vem se multiplicando espiritual e numericamente, o Kaleo adota o modelo de Jesus. Com isso, buscam fazer discípulos por todas as nações obedecendo assim os ordenamentos deixados por Cristo. Baseado nisso, comungam com todas as igrejas evangélicas guiadas pelos ensinamentos bíblicos e que buscam evangelização, discipulado e adoração.

O MK é contra toda a religiosidade que coloca líderes, regras ou modelos de trabalho acima de qualquer pessoa. Ou até mesmo sobre o poder sobrenatural de Deus, que é absoluto, livre e age como, onde e quando quer. E rechaça a devoção a qualquer personagem, vivo ou morto, ainda que tenha contribuído para Reino de Deus por testemunhos ou obras literárias.

Por princípio, o Kaleo não faz parte de qualquer sociedade secreta. Entende-se que são antagônicas às Sagradas Escrituras e de grande periculosidade espiritual. Exime-se de manter reação espiritual com comunidades e grupos identificados como cristãos, porém, sem identidade global clara, definida e de característica sectária.

Contudo, para o Ministério, é preciso olhar para o homem de forma integral: corpo, alma e espírito. Defende ainda que o estado espiritual, moral ou social do homem não retira sua integralidade do Corpo de Cristo. Mas resguardam a necessidade de vivenciar um processo de renascimento pela graça, mediante a fé em Jesus. Ele é o médico e veio para os doentes.

Significado

O “k” é do vocábulo kaleo que, do grego significa literalmente “chamo” ou “convido”, correspondente a “indicar para a salvação”. Também tem o sentido de “comissionar para um ofício”. Já a palavra “kaleo” está inserida na palavra “igreja”, do grego “ekklesia”, que etimologicamente é composta da preposição “ek” mais o verbo “kaleo”.

Em Gálatas 1:15, o apóstolo Paulo relata não apenas o seu chamado, mas o seu comissariado. Ele foi chamado à salvação, integrado no corpo de Cristo e comissionado a pregar o Evangelho. Daí o lema: chamado a chamar.

A “pomba” é o símbolo do Espírito Santo, terceira Pessoa da Trindade que, na sua distinção das outras Pessoas, tem a função de “parakaleo”, ou seja, “chamo para estar ao lado”; regenerar; consolar; fazer lembrar; etc.

O “peixe”, além de representar o cristianismo, representa vidas humanas que precisam ser chamadas para estarem com Jesus mediante processo de regeneração.